domingo, 7 de agosto de 2011

Aquela caixa

Por razão da circunstância novamente abriu aquela caixa. A mesma caixa que guardou tantas palavras carinhosas, a mesma caixa que viu inúmeras lágrimas, a mesma que já ouviu outras tantas frases duras. Hoje, ela é apenas uma caixa decorada com sua personagem de desenho favorito que guarda lembranças de anos passados.

A cada cartão aberto, um sorriso se formava no rosto daquela garota. Sabia que tudo o que viveu naqueles anos foram verdadeiros, que foram vividos nos momentos certos.

Quando terminou de analisar cada cartão, cada embalagem de chocolate ou qualquer outra coisa que lembrasse ele. Aquela mesma garota que já havia chorado, esbravejado e amado diante daquela caixa, só poderia abrir um sorriso e perceber que tudo estava bem. Fechou a caixa e a guardou no lugar de sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário