quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Sem título, sem sentido

Queria te contar tanta coisa. Dizer os livros que li; os filmes que assisti; os lugares que visitei; as experiências que ganhei; as sensações que senti. 
Dividir meus sorrisos e minhas lágrimas. Preencher meu buraco negro com as nossas histórias e devaneios.
Tenho saudade das conversas, do vai lá, se joga sem medo! da palavra de apoio. Questões que  você conseguia entender. 
Mas tudo bem, vou me acostumar com a sua falta. Um dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário